sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Aniversário na Estância Mimosa

A Estância Mimosa Ecoturismo (Bonito-MS) recebeu no dia 16 de novembro a visita de um grupo da Ambiental. Cerca de 36 pessoas realizaram o passeio de trilhas e cachoeiras na companhia dos guias de turismo Martins, Rauthemar e Antoniel.


O cenário e as belezas naturais do atrativo encantaram a todos. Para encerrar o dia, a equipe da Mimosa preparou um bolo para celebrar o aniversário de Gislaine, uma das integrantes do grupo!



Desejamos muitas alegrias e realizações!

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Artigo sobre estudo realizado na Estância Mimosa é divulgado em revista internacional

A EMU- Austral Ornithology, revista científica e uma das mais antigas publicações ornitológicas publicada na Austrália, traz em sua páginas o artigo "Bird species richness, composition and abundance in pastures are affected by vegetation structure and distance from natural habitats: a single tree in pastures matters", de autoria do Ecólogo Maurício Neves Godoi.

Confira: http://www.tandfonline.com/action/showAxaArticles?journalCode=temu20

O estudo de Maurício, resultado da tese de Doutorado Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Conservação pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), teve como cenário a Estância Mimosa Ecoturismo, em Bonito (MS).

Seu objetivo foi caracterizar a comunidade local de aves, determinando a influência dos diferentes tipos de vegetação e da disponibilidade de recursos alimentares (artrópodes e frutos zoocóricos) sobre a organização desta comunidade.

Clique aqui e veja o artigo na íntegra!


sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Programa Tô de Férias visita atrativos do Grupo Rio da Prata

O Recanto Ecológico Rio da Prata (Jardim-MS) e a Estância Mimosa (Bonito-MS) receberam nos dias 14 e 16 de novembro a visita da equipe do Programa Tô de Férias, exibido no SBT.

O programa vai ao ar todo domingo, das 8h15 às 9h, apresentando diferentes destinos do Brasil e do mundo, mostrando as principais curiosidades e atrações turísticas, com uma linguagem divertida, muita informação e entretenimento.

Participaram da visita: Juliana Frias, Cleber Zerbielli, Bruno de Araujo Phillipi, Jefferson Fabiano Lemos Barbosa, Otavio Lemes Neto, Ricardo Fabiano do Nascimento, Elaine Cristina Lopes, Emerson Luciano Jussiani.

O ator e apresentador Mário Frias participou somente na visita na Estância Mimosa, onde realizaram o passeio a cavalo na companhia do monitor Carlos Chaves.

Segundo Thyago Sabino, gerente do atrativo, o grupo achou o local muito bonito e charmoso, elogiando toda a estrutura do receptivo.


Já no Recanto Ecológico Rio da Prata parte da equipe realizou o passeio de flutuação, descendo da nascente até o vulcão enquanto a outra equipe filmou na nascente seguindo depois para o deck de pedras.


A data de exibição do programa ainda não foi definida.

Militares mergulhadores da 4ª Companhia de Engenharia e Combate Mecanizada realizam treinamento na Lagoa Misteriosa

A Lagoa Misteriosa (Jardim-MS) recebeu no dia 13 de novembro, a visita de integrantes da 4ª Companhia de Engenharia e Combate Mecanizada, localizada no também município, composta por 9 mergulhadores.

A visita teve como intuito a prática de treinamento de mergulho no atrativo, ministrada pelo instrutor João Gomes. A capacitação acontece a cada 4 meses e tem como objetivo manter o adestramento dos militares especializados na área.

Para o último exercício do ano foi planejado um mergulho com maior profundidade, reabilitando os mergulhadores a um ambiente de alta pressão, possibilitando a simulação das paradas descompressivas. Ainda foi possível relembrar os procedimentos e executar a subida de emergência.

O sucesso da atividade foi um reflexo da excelente parceria entre a Companhia e a Lagoa Misteriosa, revelaram os militares.

As condições locais permitiram que todos os militares envolvidos se habilitassem da melhor maneira, contando com o ambiente ideal para a atividade que foi planejada, além da receptividade e profissionalismo da equipe de apoio.



segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Bem Te Vi Aqui


Olá! Neste fim de semana o Recanto Ecológico Rio da Prata (Jardim-MS) recebeu a visita do colaborador da Estância Mimosa, Cassiano! Acompanhado por Laura, ambos realizaram o passeio de flutuação no atrativo e aproveitaram para registrar a visita na placa oficial do passeio! 



Plano de Manejo da RPPN Estância Mimosa é finalizado e protocolado no IMASUL/MS

A Estância Mimosa Ecoturismo, em Bonito (MS), protocolou no dia 24 de Outubro de 2017, o Plano de Manejo da RPPN Estância Mimosa para análise e aprovação na Gerência de Unidades de Conservação do IMASUL/ MS.

Faça aqui o download do Plano de Manejo RPPN Estância Mimosa!

A RPPN Estância Mimosa possui 271,76 hectares e protege uma área de mata ciliar e relevo acidentado as margens do Rio Mimoso. A criação da RPPN foi oficializada pela Resolução SEMAC/IMASUL/MS Num. 03 de 14/02/2013.

O Plano de Manejo foi elaborado pela empresa eeCoo Sustentabilidade, na qual fazem parte Mauricio Neves Godoi, Cintia Neves Godoi e Guilherme Neves Louzada. O ecólogo Mauricio Godoi, responsável pela execução dos estudos ambientais e sociais, já tinha pleno conhecimento da área tendo em vista que o local foi base para seus estudos de doutorado o que contribuiu para que o documento fosse elaborado com bastante cuidado para refletir muito bem as características e estabelecer normas de proteção para este local tão especial.

Para ajudar na conservação e gestão da RRPN Estância Mimosa, neste ano de 2017 foi elaborado seu Plano de Manejo, um conjunto de estudos técnicos que apresentam todos os aspectos ambientais e socioeconômicos da RPPN e que tem por objetivo embasar a tomada de decisões relativas ao seu manejo, gestão e conservação, incluindo seu zoneamento ambiental e as normas para o uso e manejo de seus recursos naturais”, acrescenta Maurício.

Luiza Coelho, diretora de sustentabilidade do Grupo Rio da Prata, coordenou a execução dos trabalhos do Plano de Manejo e relata que “Tentamos produzir um Plano que realmente seja útil, compilando todos os estudos já realizados anteriormente na Mimosa e os procedimentos e rotinas atuais. Nosso objetivo é que seja uma ferramenta muito eficaz para continuar a proteção desta área. A transformação da área em RPPN já assegura a sua proteção perpétua e o Plano de Manejo oficializa todas a gestão da área que é toda voltada a prevenção de impactos ambientais e melhoria da qualidade ambiental sempre.”

“Esperamos que este plano seja um instrumento de apoio a perpetuidade da conservação desta área de extrema beleza natural”, concluiu os proprietários da Estância Mimosa, Eduardo Coelho, Simone Coelho e Luiza Coelho.

Apresentação do Plano de Manejo


A fazenda Estância Mimosa foi adquirida por seus atuais proprietários, Eduardo Folley Coelho e Simone Spengler Coelho, no ano de 1998. Já naquela época eles enxergaram o potencial natural da fazenda para fins de ecoturismo, e no ano seguinte, em 1999, as atividades de visitação foram iniciadas, motivadas principalmente pela beleza cênica do rio Mimoso e suas cachoeiras. A partir de então o ecoturismo vem se desenvolvendo na Estância Mimosa, acompanhando a evolução geral do turismo de natureza na Serra da Bodoquena.

As infraestruturas da fazenda foram constantemente melhoradas e atividades de capacitação de funcionários e guias de turismo foram implementadas ano após ano. Todas estas medidas permitiram à Estância Mimosa oferecer experiências cada vez melhores de lazer, contemplação, educação e diversão em meio à natureza. Por conta disso, a fazenda hoje é um dos atrativos mais conhecidos e visitados da Serra da Bodoquena, com números crescentes de visitantes ao longo dos anos.

O aumento no número de visitantes na fazenda foi acompanhado de perto pelo aumento com os cuidados para se evitar e minimizar impactos ambientais sobre os recursos naturais da área.

Programas de monitoramento ambiental vem sendo conduzidos há anos na fazenda, sempre com orientações do IMASUL, que licencia as atividades de turismo. Estes programas têm gerado informações úteis para direcionar medidas de proteção e controle de impactos, garantindo a sustentabilidade ambiental do turismo na Estância Mimosa. No ano de 2013 os proprietários da fazenda decidiram transformar 271,7 ha dos 422,9 ha da área (cerca de 64%) em uma Reserva Particular do Patrimônio Natural, denominada RPPN Estância Mimosa.

O objetivo foi o de garantir proteção legal e perpétua à área, permitindo ao mesmo tempo que ela pudesse ser usada de forma ambientalmente sustentável, através do ecoturismo, para se manter econômicamente viável.

Hoje a RPPN Estância Mimosa protege um mosaico de florestas, cerradões e cerrados, característico da Serra da Bodoquena, além de uma importante faixa do rio Mimoso, com inúmeras cachoeiras e tufas calcárias. Desta forma, a RPPN possui imensa importância para a conservação da fauna, flora e dos recursos naturais da região, funcionando como um importante refúgio em uma paisagem em grande parte já transformada em pastagens e mais recentemente em plantações de soja. Os habitats naturais da RPPN, somados àqueles que ocorrem nas fazendas do entorno, formam uma grande extensão de matas e cerrados onde ainda se encontram espécies ameaçadas que vem se tornando cada vez mais raras na natureza, como a queixada, anta, onça-parda, gavião-de-penacho, gavião-pega-macaco, gavião-pato, arara-azul, jacaré-de-papo-amarelo, entre tantos outros. Na RPPN estas espécies estão protegidas da perda de habitat, caça e queimadas, ao contrário do que ocorre fora da reserva, onde estes fatores de impacto ainda levam estas espécies a sofrer reduções em suas populações. Da mesma forma, diversas espécies de plantas encontram proteção na RPPN, e algumas delas já não são mais comuns fora de reservas, onde normalmente são extraídas até a exaustão de suas populações. Na Estância Mimosa ainda são comuns, por exemplo, a peroba, a piúva e o cedro-rosa, demonstrando o alto grau de conservação das matas da RPPN.

O rio Mimoso, seus peixes, cachoeiras e tufas calcárias estão igualmente bem protegidos na Estância Mimosa. A mata ciliar mantida na RPPN confere proteção ao rio, não permitindo grande carreamento e deposição de sedimentos após as chuvas, mantendo, assim, a transparência natural de suas águas. Infelizmente, a conservação das matas ciliares não é uma prática comum fora da RPPN, e assim, em muitos pontos o rio Mimoso já sofre com efeitos de assoreamento em épocas de chuvas fortes.

A RPPN aumenta ainda mais sua importância neste sentido, garantindo a proteção de uma parte significativa do rio Mimoso. Finalmente, destaca-se a importância das atividades desenvolvidas pelos proprietários da Estância Mimosa, bem como pelos funcionários e guias de turismo, na proteção do rio Mimoso. Através das atividades de fiscalização, monitoramento e educação ambiental, são detectados e minimizados os potenciais impactos ambientais do turismo sob as cachoeiras e tufas calcárias.

Estas medidas protegem e valorizam as belezas cênicas e naturais do rio Mimoso, garantindo seu uso ambientalmente correto e mantendo a viabilidade econômica das atividades turísticas. Neste documento apresentamos o Plano de Manejo da RPPN Estância Mimosa, um conjunto de estudos técnicos cujo objetivo é embasar a tomada de decisões relativas ao manejo, gestão e conservação da RPPN. Esperamos que este Plano de Manejo possa cumprir com sua função de apresentar ao leitor todos os aspectos ambientais e sócio-econômicos da RPPN Estância Mimosa, e principalmente que ele possa ajudar os proprietários na gestão, manejo e proteção desta importante reserva da Serra da Bodoquena.